Tag: Sales Consulting

Quanto custa um website em 2014?

Quanto custa um website em 2014

É um dado adquirido: uma empresa que se queira manter credível e competitiva tem de ter uma imagem web actualizada e funcional. É uma questão que qualquer director hoje se coloca. Mas por onde começar? E mais importante: como escolher?

Uma pequena/ média empresa decide fazer um website para divulgar a sua marca e solicita orçamentos a várias empresas. E é aí onde tudo se complica. Para as mesmas especificações e solicitações, uma empresa pode receber orçamentos tão díspares que se torna confuso perceber o que ao certo está a adquirir. Os valores apresentados por empresas de webdesign para um website institucional simples pode ir dos 700 euros aos 10.000 e até mais. E nisto não incluímos os valores praticados por freelancers. Porquê esta disparidade de preços?

Muitas vezes as empresas de webdesign assumem serviços e funcionalidades que podem, ou não, fazer sentido às necessidades de determinado cliente.

Veja o que a sua empresa efectivamente necessita, o que já tem, e passe essas informações à empresa a quem solicitou um orçamento:

  • o site é novo, feito de raiz, ou é o redesign de um site já existente?
  • já têm um documento preparado com todas as especificações que pretende para o site? Ou prefere que a empresa de webdesign lhe apresente sugestões e uma análise de solução?
  • precisa de apoio a fazer a manutenção da informação do site ou a sua empresa pode fazê-lo internamente?
  • já tem o design e a estrutura gráfica definida?
  • pretende suporte multimédia no website, como vídeos?
  • já tem todos os conteúdos estruturados para o website?
  • pretende que seja feita alguma comunicação aos seus clientes, como newsletters, ligação a Redes Sociais, etc?
  • pretende que o website tenha algumas funcionalidades adicionais? Como lojas online, catálogos, sistemas de CRM ou de recrutamento, de calendário, notícias, etc?
  • como está definida a manutenção técnica do website?

Estas questões é que vão fazer a diferença entre um website custar 500 ou 10.000 euros (ou mais). Veja se na proposta que recebeu tem estas questões definidas para saber ao certo o que está a comprar. Pergunte tudo o que tiver dúvidas: não se sinta intimidado por palavras demasiado técnicas ou confusas – se está num orçamento, tem de ser compreendido.

E depois de definido, ao certo, o que pretende já pode escolher qual a proposta mais adequada à sua empresa. Converse com a sua empresa de webdesign, veja o que é mais importante agora e o que pode ser adicionado no futuro. O importante é que quando tomar uma opção seja consciente do que está a adquirir, para poder ter o seu novo website pelo preço mais adequado possível.

 

Cristina Dias
Business Development @ Selmax

A Internet pelo Mundo nos últimos anos

A Internet pelo mundo nos últimos anos

Por utilizador de internet subentende-se alguém que tenha acesso a internet na sua casa ou por algum dispositivo móvel. O número de utilizadores quase que duplicou nos últimos 5 anos. A tendência para os próximos 5 é que este crescimento seja ainda mais rápido.
A internet já substituiu a televisão, os jornais, os livros, em muitas vertentes do dia-a-dia da pessoa comum.  Actualmente algo que não esteja presente na internet é como se não existisse. Ignorar esta presença é descuidar a imagem por qual os outros nos vêem.
O mundo está a transformar-se de uma forma e a uma rapidez nunca antes vista. Apenas os que souberem se adaptar a esta mudança conseguirão sobreviver. Os que conseguirem adoptar as mudanças para desenvolvimento do que já são renascerão depois mais fortes e seguros.
Não é possível ignorar esta tendência. Resta segui-la e aproveitar as vantagens que o admirável mundo novo apresenta.
Cristina Dias
Business Development @ Selmax

Clubster Consulting – Cliente Selmax em Moçambique

Clubster Consulting Cliente Selmax em Moçambique

A Selmax tem como objectivo principal de actividade a expansão e o crescimento dos seus clientes. E é na área da consultoria comercial que podemos apresentar resultados mais imediatos, nomeadamente no aumento das vendas.

Actividades de lead generation, expansão de bases de dados e campanhas comerciais fazem com que as nossas empresas fiquem mais próximas do seu próximo cliente, a uma distância mais curta da sua próxima venda.

Clubster Consulting S.A., empresa de consultoria com operações em Moçambique, recorreu aos serviços da Selmax para constituição da sua base inicial de prospecção.

A Selmax tem uma base de dados detalhada e actualizada de mais de 2 000 empresas em Moçambique. Um mercado promissor, com vasto potencial de negócio, mas ainda desconhecido para muitas empresas que pretendem aventurar-se nesse novo território: sejam empresas portuguesas ou moçambicanas. Bases de dados de empresas, segmentadas por actividade económica e por região, são ainda praticamente inexistentes em Moçambique. A Selmax, através da uma equipa local, colectou dados de forma directa e tem em carteira um produto único, com a vantagem adicional de ter contactos actualizados, como telefones e nomes de responsáveis e directores.

Essa base de dados permite a uma empresa poupar tempo precioso na prospecção de mercado para o seu negócio. Pode, de forma imadiata, começar a contactar os responsáveis das empresas que interessam para a sua área de negócio. E, num país como Moçambique onde são muitas as necessidades, esses responsáveis estarão de antemão muito mais disponíveis para o seu contacto.

Dinis Martins, director-geral da Clubster Consulting:
O recurso aos serviços da Selmax permitiu-nos aumentar de forma decisiva a nossa base de prospecção. Atingimos os nosso objectivos de entrada mais rapidamente e realizámos negócios de forma mais rápida, o que é muito importante num mercado emergente onde os custos de entrada são elevados.

É por isso mais um caso de sucesso da Selmax, principalmente numa altura em que o contacto comercial está com tantas dificuldades em Portugal.

Cristina Dias
Business Development @ Selmax

A importância de uma newsletter para o seu negócio

A importância de uma newsletter para o seu negócio

Enviar uma newsletter aos seus clientes ainda é uma das formas mais eficazes de email marketing. Conteúdo relevante, com informações que possam ir ao encontro das expectativas do seu mercado e enviadas de forma regular irão criar uma ligação com o seu interlocutor e sedimentar a imagem profissional do seu negócio.

Os visitantes do website da sua empresa, ao procurarem informação sobre os seus produtos e serviços, poderão estar interessados em receber novidades sobre o mercado e serviços e terão interesse em receber informações regulares sobre o mesmo. Disponibilizar uma forma de envio de notícias regulares aos seus clientes servirá de base à sua comunicação regular com os seus clientes onde poderá enviar notícias sobre a sua empresa, bem como lançamentos, promoções e outras informações relevantes sobre a sua oferta de produtos e serviços.

É importante, no entanto, não enviar apensa informação comercial. Poderá correr o risco de cassar o seu interlocutor, que certamente já recebe demasiada publicidade por email. Tente apresentar conteúdo informativo, algo que possa prestar algum tipo de apoio e que seja útil ao trabalho dos seus clientes. A sua newsletter irá apresentá-lo, mais do que um vendedor, como um parceiro que se disponibiliza a trazer conteúdo relevante e mais-valias aos seus clientes.

Por outro lado, com o envio regular dessa informação, irá construindo uma imagem de marca em que se apresenta como um especialista como área de negócio. Irá ser relembrado como alguém que conhece mercado e que pode acrescentar informação e divulgá-la de forma regular. A sua newsletter passará a ser aguardada como um veículo privilegiado de apresentação de informação.

Por outro lado, uma newsletter ainda é uma das formas mais económicas de marketing para o seu negócio. Com um gasto mínimo de tempo e a usar uma forma simples de comunicação – o seu habitual email – consegue chegar a mais pessoas e mais rapidamente do que se usasse qualquer outra campanha de comunicação.

Se a sua marca ainda não tem a sua newsletter comece a organizar o primeiro envio: reunia os contactos de email dos seus clientes, estruture um sistema de envio de newsletter, construa um design de acordo com a sua imagem corporativa e escreva o seu primeiro número. Se precisar de ajuda fale com a sua empresa de webdesign. Depois dos primeiros envios começará certamente a notar resultados junto dos seus clientes.

Cristina Dias
Business Development @ Selmax

http://www.wired.com/2013/05/why-email-newsletters-wont-die/

http://www.dreamgrow.com/11-reasons-why-newsletter-beats-social-media/

http://blog.timesunion.com/womenatwork/why-newsletter-marketing-is-still-a-savvy-business-strategy/3754/

Quanto lhe custa adquirir um novo cliente

Close-Up Of Abacus
A preocupação maior de qualquer empresa é aumentar o seu número de clientes. Pode ter a sua carteira estabilizada, mas a entrada de novos clientes no seu portfólio é essencial ao crescimento saudável e progressivo da sua empresa.

Para divulgar os seus produtos e serviços e fazer chegar a sua mensagem a potenciais novos clientes terá de levar a cabo várias actividades, comerciais e de marketing.
Ao delimitar essa estratégia e estruturar um calendário estruturado de acções, poderá fazer um cálculo simples de quanto lhe custará chegar ao seu próximo cliente.

O CAC, o Custo de Aquisição de Clientes (Customer Acquisition Cost) é uma ferramenta essencial para poder analisar os gastos da sua empresa e perceber quais as acções que terão maior rácio de sucesso, quais os produtos mais fáceis de divulgar e quanto custa efectivamente ganhar novo cliente. O CAC é um indicador fundamental para determinar a rentabilidade da sua empresa.

Podemos usar, como exemplo, o custo de aquisição de um novo cliente quando usamos uma campanha de email marketing. Vamos supor que instalar uma funcionalidade de envio de newsletters no seu website custará 200€ e o design de uma nova campanha 100€. Essa campanha custará um total de 300€. Vamos supor ainda que enviará essa campanha para 3000 contactos da sua lista de potenciais clientes.

A primeira informação que podemos retirar daqui é o Custo por Contacto, ou seja, fazer chegar a mensagem a cada possível cliente custará 0,10€ – um valor bastante aceitável quando comparado com outras formas de campanha. Tradicionalmente, dado o seu baixo custo e desde que feitas de forma eficaz, as campanhas de email marketing são aquelas que apresentam um maior ROI (Return On Investment), que é a segunda medida que podemos calcular.

A terceira informação que podemos retirar é o Custo por Lead: se desses 3000 contactos por email, 30 entrarem em contacto com a sua empresa para pedirem informações ou orçamentos cada uma dessas Leads terá um custo de 10€.

A quarta informação, e a mais importante no que refere ao que estamos a falar hoje, é o CAC – Custo por Aquisição de novo Cliente, ou seja: se dessas 30 leads, tiver 10 adjudicações, pode chegar à conclusão que cada novo cliente lhe custará 30€.

Este exemplo é calculado supondo que a sua empresa, para esta campanha em específico, usou apenas uma campanha de email marketing como forma de divulgação e prospecção. Mas ao valor de 300€ de custo da campanha terá de somar todos os outros valores associados às suas acções comerciais e de marketing, como por exemplo: custos com as remunerações do departamento comercial, custos de manutenção com o seu website, gastos com gasolina e telemóvel, etc.

Apenas depois de somados os custos com todas estas variáveis conseguirá chegar ao valor realista do custo de cada novo cliente.

 

Cristina Dias

Business Development @ Selmax

Segredos para uma campanha de email marketing de sucesso

EV001407

Com a introdução da internet no dia-a-dia da vida empresarial, a comunicação entre a sua empresa e os seus clientes ficou mais facilitada e rápida. De uma forma tão simples como enviar um email pode fazer a divulgação dos seus produtos e serviços a uma fracção do custo que teria com uma campanha de publicidade física.

1. Planeamento

Defina o que quer comunicar, que produto ou promoção em específico e construa um email onde divulgue a informação que pretenda passar. Estruture depois quais serão os seus destinatários: determinados produtos farão mais sentido para determinados segmentos de mercado – ao segmentar os seus destinatários consoante as especificações da campanha terá mais hipóteses de ir ao encontro das necessidades do seu próximo cliente.

2. Mensagem

Construa um email que seja apelativo e que passe de forma eficaz a mensagem que pretende. Frases simples, direccionadas para o cliente e que facilitem a resposta do seu receptor. Um email cuidado, com uma imagem apelativa e com uma mensagem clara poderão fazer a diferença na caixa de entrada demasiado cheia do seu cliente. Poderá falar com profissionais na área: um design cuidado, adaptado a computadores e a dispositivos móveis, com a imagem corporativa da sua empresa irá marcar pontos na memória do seu interlocutor.

3. Resposta

Coloque no email formas simples para o seu interlocutor entrar em contacto consigo ou de divulgar a sua mensagem: textos como “contacte-nos” ou “reencaminhe a um amigo” deverão fazer parte do texto do seu email. Estes pequenos pormenores de “call-to-action” facilitarão a resposta por parte do seu cliente. Faça também com que os links inseridos na campanha direccional o cliente para páginas do seu website que estejam directamente ligadas com os produtos que pretenda divulgar. Coloque o email comercial da sua empresa também facilmente acessível, para que o seu interlocutor mais facilmente lhe coloque questões ou lhe peça orçamentos.

As campanhas de email marketing são aquelas que apresentam um ROI mais apelativo em relação a qualquer outra forma de marketing: o seu custo é irrisório quando comparadas com qualquer outras e apresentam uma taxa de retorno competitiva. De forma simples e com poucos recursos poderá comunicar com o seu mercado e divulgar os seus produtos – de forma a chegar mais rápido ao seu próximo cliente.

Cristina Dias
Business Development @ Selmax

Porque deve a sua empresa ter um website

Website under construction

É inegável a importância da internet nos dias que correm. Qualquer pessoa hoje interage com os seus amigos ou familia pelas redes sociais, faz compras nas suas lojas preferidas, procura informações sobre os mais variados assuntos na internet. O que leva a que seja ainda mais surpreendente quando se chega à conclusão que ainda várias empresas não têm qualquer tipo de presença online. Uma empresa que não tenha um website está a ignorar uma das mais poderosas fermentas de marketing que tem actualmente à sua disposição.

Ao ter uma identidade online coloca os seus serviços e produtos à disposição de quem procura por eles na internet. Qualquer comprador hoje em dia faz primeiro uma pesquisa online antes de efectuar uma compra. Mesmo que não compre no imediato (seja porque não tem uma loja online ou porque ainda esteja em fase de comparação de produtos) irá conhecer a sua empresa e recordar-se -á dela em ocasiões futuras. De uma forma passiva e instantânea, com um website a sua empresa dá-se a conhecer ao seu próximo cliente e tem uma possibilidade real de aumentar as suas vendas.

E muitas empresas pensam, erradamente, que o produto que vendem não se pode vender pela internet: hoje tudo se pode vender online. Roupa, comida, lugares num restaurante, viagens de avião – qualquer forma de transacção pode ser efectuada pela internet. E a grande maioria dos consumidores fazem sempre uma pesquisa online para se informarem sobre o produtos que pretendem adquirir: características, preços, formas de envio. E se o seu concorrente disponibiliza estas informações online e você não, já está perder negócio.

Um website também é uma forma de criar credibilidade para a sua empresa. O seu próximo cliente assume que, sendo uma empresa capaz de prestar serviços de forma eficaz e profissional, terá uma presença online para apresentação dos serviços. Um website cuidado, com informação relevante, mostra a sua empresa como alguém credível a quem o sue próximo cliente pode se sentir seguro a efectuar  a próxima compra.

As pequenas e médias empresas por vezes não têm um website porque receiam os custos e o tempo que demorará a criar e a manter uma identidade online. Mas hoje em dia este receio já não tem fundamento: com a evolução tecnológica podem-se criar websites com várias funcionalidades, com um design profissional adequado à sua imagem corporativa, a uma fracção do custo de ainda há poucos anos atrás. Algo criado com profissionalismo, que o destaque dos seus concorrentes e solidifique a sua presença online, para que mais facilmente chegue ao seu próximo cliente.

Cristina Dias
Business Development @ Selmax

A importância de uma base de dados comercial

basedados

A lista de contactos da sua empresa pode ser muito mais do que um conjunto de nomes, telefones e emails. Seja de clientes actuais, clientes que já foram no passado e aqueles que ainda não são: considere cada um desses contactos como um possível futuro cliente para a sua empresa. Essa lista pode servir de base à maioria das suas actividades de vendas, marketing e comunicação.

Muitas vezes estas listas de contactos são já antigas: muitas empresas já mudaram de instalações, outras mudaram de directores. É importante que essa base de dados esteja actualizada para que possa manter um contacto directo com as empresas que podem vir a ser suas clientes. Esse trabalho de actualização poderá ser realizado por empresas parceiras a um custo do valor necessário ao usar recursos internos: os seus empregados poderão não ter a disponibilidade de o fazer e a tarefa acaba por ser permanentemente adiada.

Com esta lista de contactos poderá enviar notícias, comunicados, promoções: toda a comunicação e estratégia de marketing da sua empresa poderá ser direccionada para esta base de dados. Pode enviar em segundos um breve email onde divulga o seu novo serviço e instantâneamente dá-lo a conhecer a um vasto universo de possíveis clientes – será que tem os emails correctos das empresas às quais pretende divulgar?

Por vezes as bases de dados existentes internamente nas empresas são pequenas, limitadas e desactualizadas. Faz sentido, para quem quer expandir o seu negócio ou explorar uma nova área de mercado, desenvolver uma base de dados de empresas com contactos para que depois possa facilitar a actividade comercial da sua empresa. Poderá basear nessas bases de dados actividades de lead generation e de CRM que irão optimizar o tempo e a eficácia da sua equipa comercial.

Se considera que poderia beneficiar de um aumento do número de contactos na sua base de dados interna considere solicitar cotações a empresas especialistas na área de prospecção de mercado. Informe-se dos campos fornecidos na informação (email, telefone, morada, nome do director) e pondere fazer essa aquisição: irá poupar muito tempo na prospecção de novos clientes e terá uma base de trabalho que lhe irá fornecer muitas oportunidades de divulgação dos seus serviços.

 

Cristina Dias
Business Development @ Selmax

Peça uma cotação