O Estado do Inbound 2015

Sabe o que é o Inbound marketing? É o conjunto de estratégias de atracção de clientes através de conteúdos úteis que os levam a procurar a sua empresa de livre vontade, como os websites, newsletters e outras formas de produção de conteúdos. 

Todos os anos a HubSpot entrevista milhares de marketeers e responsáveis de vendas de empresas de todo o mundo, questionando-os sobre as suas prioridades, os desafios que enfrentam e as tácticas de inbound marketing que utilizam. O resultado é publicado no relatórios State of Inbound e foi recentemente publicado o relatório de 2015.

Quase 4000 responsáveis responderam ao inquérito de 2015, em 150 países. A maior parte trabalha em negócios B2B, PME que facturam menos de 1 milhão de USD por ano.

As conclusões deste trabalho são provavelmente o documento mais importante que vai ler hoje.

De forma muito resumida, conclui-se que a verdade é que marketeers e vendedores em todo o mundo trabalham normalmente com informação de muito má qualidade, dados inúteis e relatório inadequados, o que torna difícil a transformação de informação em leads.

Raramente as estratégias de marketing estão alinhadas com os interesses dos vendedores. Por exemplo, é comum a comunicação com segmentos não trabalhados pelos vendedores ou a produção de informação inútil para as vendas ou a ineficácia das vendas em produzir informação para o marketing (recolha de dados);

Neste contexto o inbound marketing ainda é a estratégia mais comummente utilizada pelas PME, ou seja, é a resposta moderna das PME aos grandes orçamentos de publicidade das grandes empresas.

E estas foram as 7 conclusões mais importantes retiradas pela HubSpot:

  1. 3 em cada 4 marketeers prioriza o inbound em relação ao outbound. No caso das PME, mais de 85% utiliza o inbound, contra menos de 15% no caso do outbound. O principal objectivo a atingir é sempre conseguir leads e transformá-las em negócio. A maior preocupação que têm é justificar o ROI dos seus investimento e gerir o website da empresa de forma adequada.
  2. Todos os marketeers acreditam que a publicidade (na TV, revistas ou internet) é a táctica mais sobrevalorizada de marketing (e menos eficaz face ao seu preço), seguida de perto pela publicidade nas redes sociais. Mas curiosamente a maioria das empresas está mais preocupada em conseguir novas leads do que em reduzir o custo por lead.
  3. É a capacidade de calcular o ROI do marketing que permite ter orçamento para acções de marketing. Mas quase ninguém calcula o ROI das suas campanhas!
  4. O inbound marketing não oferece garantias de sucesso. Mas é muito mais fácil de gerir em termos de acções e orçamento. Na maioria das empresas é o staff interno que escreve os conteúdos, mas o outsourcing já representa mais de 35% das escolhas.
  5. Todos os sectores de actividade (todos!) e tipos de empresa (B2B, B2C, até sem fins lucrativos) dão prioridade ao inbound em relação ao outbound. E em todos os casos, quando é calculado o ROI do investimento, o retorno do inbound é quase 3x superior ao outbound.
  6. A definição de SLA entre o Marketing e as Vendas aumenta o ROI do investimento realizado. Ou seja, as campanhas funcionam melhor quando o marketing não trata delas sozinho e tem a colaboração das Vendas, no quadro de acordos bem definidos quando a responsabilidades… e orçamentos.

Na próxima semana daremos as conhecer as conclusões do relatório sobre os departamentos de vendas. Não perca!

Comments ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    Peça uma cotação