Design thinking

business-561388__180Comece nas necessidades do cliente e pense para trás, em como satisfazê-las

A frase, que é atribuída comummente a Steve Jobs, é uma máxima antiga dos negócios. O design é, numa definição livre, precisamente o “Como”.

design thinking é uma nova buzzword dos negócios. Pretende descrever o processo de ligação entre o design (o como) e a inovação (o novo ou a melhoria).

O design thinking é a habilidade de dar forma a um contexto em vez de tomá-lo como ele é. Ou seja, o conceito trata principalmente do que ainda não existe.

Enquanto processo o design thinking preocupa-se em resolver um problema que existe, com uma solução que ainda não existe… e é melhor que as já existentes. É um processo que valoriza a prototipagem, a construção e realização de ideias inovadoras, tirando-as do papel.

 

Porque é que as empresas devem estar atentas?

Porque a inovação empresarial é normalmente reactiva. É uma resposta. Pretende adaptar a empresa a cenários complexos, onde hábitos e preferências de consumidores e clientes mudam com frequência, mas não pretende mudar esses hábitos e preferências propositadamente. E por isso, a inovação tradicional é vulnerável ao tempo e ao risco do negócio.

 

O processo de design thinking foca novas soluções melhoradas ou radicais. Novas experiências estéticas e funcionais. E em colaboração com o utilizador, que participa do processo de prototipagem e testes em fases muito prematuras do desenvolvimento dos produtos ou serviços. Envolvendo-o quando ainda se discute a possibilidade e criando em conjunto aquilo que será a futura oportunidade de negócio. E não o contrário.

Num mundo de possibilidades alargadas, nem sempre os utilizadores sabem o que querem. E por isso o futuro é das empresas que consigam traduzir os seus activos e competências em surpresas funcionais e afectivas para os seus consumidores.

 

Como implementar uma estratégia de desing thinking eficaz?
Valorizando os seus talentos e recursos, fazendo perguntas-chave, criando hipóteses, testando protótipos rápidos (mesmo que não sejam finais nem perfeitos), materializando soluções e testando-as com os utilizadores.

E reservando tempo para que tudo isto possa ser feito de forma contínua. O maior investimento que pode fazer na sua empresa, nos seus produtos e no seu futuro é tempo. O seu, o dos seus colaboradores e dos seus parceiros.

 

Quer saber mais? Este manual pode ajudá-lo a começar. Se quer saber mais contacte-nos.

https://dschool.stanford.edu/sandbox/groups/designresources/wiki/36873/attachments/74b3d/ModeGuideBOOTCAMP2010L.pdf?sessionID=2f58897684fb982484d0df8fbb73761194ef1158

 

Comments ( 0 )

    Leave A Comment

    Your email address will not be published. Required fields are marked *

    Peça uma cotação