Um momento de inspiração

O discurso que John F. Kennedy fez quando o primeiro homem pisou na Lua continua a ser um dos discursos mais emblemáticos de sempre. A Selmax aconselha que clique aqui para ver.

 

 

O futuro da sua saúde está numa app?

A Apple tem vindo a reunir informação sobre a saúde dos seus utilizadores já há algum tempo com a aplicação “Health”, presente de origem em todos os iPhones. Com a introdução do Apple watch e a sua possibilidade de monitorização de batimentos cardíacos a Apple quer dar um passo além da simples análise de métricas de exercício físico.

Num futuro próximo, a informação reunida poderá ser analisada automaticamente e enviada em tempo real para o seu médico: frequência cardíaca, hábitos de sono, prática de exercício regular – essa informação armazenada proporciona uma análise detalhada do seu estado físico. Com estes dados, as possibilidades de desenvolvimento para o avanço da medicina são promissores.

Saiba mais aqui.

Humanos em Marte? Elon Musk acha que sim.

O Homem já conseguiu ir à Lua. E entretanto não se fizeram novos avanços na descoberta espacial. Mas agora o homem que impulsionou o uso do carro eléctrico quer avançar com esse passo.

O bilionário Elon Musk acha que a única maneira que a Humanidade tem em não caminhar para um fim certo é colonizar outros planetas: e considera que Marte está suficientemente perto para ter habitantes já em 2020.

Será optimismo a mais? Ele considera que não. E foi numa conferência de mais de uma hora onde ele explicou o processo que ele considera necessário para esse próximo grande passo para a Humanidade.

Quer saber mais? Veja um resumo da conferência neste video do YouTube:

 

Créditos Imagem: SpaceX

As mais belas estações de metro do mundo

A Selmax segue o que de mais inovador e impressionante se vai fazendo no mundo. E não quisemos deixar de partilhar uma compilação bastante interessante sobre as mais belas estações de metro do mundo.

E sim: na lista também está presente uma estação de metro portuguesa. Quer saber qual é? Basta seguir o link:

http://culturainquieta.com/es/lifestyle/item/5056-la-mas-maravillosas-estaciones-de-metro-del-mundo.html

Yahoo sofre um dos maiores ataques informáticos de sempre

A Yahoo confirmou na passada sexta feira o roubo de mais de 500 milhões de contas de email.
Já considerado como um dos maiores ataques informáticos de sempre, entre a informação roubada encontram-se nomes, números de telefone, passwords e outros dados referentes à segurança das contas de email. Segundo a Yahoo, o ataque não envolveu dados de cartões de crédito ou outras informações bancárias.
A Yahoo aconselha a alteração imediata das passwords de acesso.

Por isso, se utiliza as contas de email da Yahoo não perca tempo a fazer a alteração da password. E nunca é demais relembrar:
– não clique em links suspeitos que lhe sejam enviados por email;
– não faça downloads de documentos dos quais não conheça a proveniência;
– não envie informações sensíveis por email: como passwords ou códigos de cartões. As entidades bancárias nunca pedem o código completo. Se algum dia isso lhe for solicitado é porque foi parar a uma página suspeita.
Todos os dias os hackers enviam emails de spam em que imitam as newsletters enviadas por bancos, de forma a levar as pessoas a clicarem em links que as levam a páginas fraudulentas, com o objectivo de lhes extrair informações importantes, como as credenciais de acesso às contas bancárias.

Hoje em dia todos os aspectos do nosso quotidiano estão integrados na internet. E é possível aproveitar os benefícios e as facilidades que esta integração oferece, desde que tenhamos alguns cuidados que farão toda a diferença entre a utilização da internet de uma maneira segura e a usurpação de informação importante por pessoas com intenções desonestas.

E se por acaso a sua empresa ainda usa um email gratuito (como a Yahoo, entre outras), considere utilizar os serviços profissionais de alojamento de emails. Não existe ninguém completamente imune aos ataques de um hacker, mas as contas gratuitas são sempre as primeiras a ser visadas por ataques deste género.
Todo o cuidado é pouco.

O Estado do Inbound 2015

Sabe o que é o Inbound marketing? É o conjunto de estratégias de atracção de clientes através de conteúdos úteis que os levam a procurar a sua empresa de livre vontade, como os websites, newsletters e outras formas de produção de conteúdos. 

Todos os anos a HubSpot entrevista milhares de marketeers e responsáveis de vendas de empresas de todo o mundo, questionando-os sobre as suas prioridades, os desafios que enfrentam e as tácticas de inbound marketing que utilizam. O resultado é publicado no relatórios State of Inbound e foi recentemente publicado o relatório de 2015.

Quase 4000 responsáveis responderam ao inquérito de 2015, em 150 países. A maior parte trabalha em negócios B2B, PME que facturam menos de 1 milhão de USD por ano.

As conclusões deste trabalho são provavelmente o documento mais importante que vai ler hoje.

De forma muito resumida, conclui-se que a verdade é que marketeers e vendedores em todo o mundo trabalham normalmente com informação de muito má qualidade, dados inúteis e relatório inadequados, o que torna difícil a transformação de informação em leads.

Raramente as estratégias de marketing estão alinhadas com os interesses dos vendedores. Por exemplo, é comum a comunicação com segmentos não trabalhados pelos vendedores ou a produção de informação inútil para as vendas ou a ineficácia das vendas em produzir informação para o marketing (recolha de dados);

Neste contexto o inbound marketing ainda é a estratégia mais comummente utilizada pelas PME, ou seja, é a resposta moderna das PME aos grandes orçamentos de publicidade das grandes empresas.

E estas foram as 7 conclusões mais importantes retiradas pela HubSpot:

  1. 3 em cada 4 marketeers prioriza o inbound em relação ao outbound. No caso das PME, mais de 85% utiliza o inbound, contra menos de 15% no caso do outbound. O principal objectivo a atingir é sempre conseguir leads e transformá-las em negócio. A maior preocupação que têm é justificar o ROI dos seus investimento e gerir o website da empresa de forma adequada.
  2. Todos os marketeers acreditam que a publicidade (na TV, revistas ou internet) é a táctica mais sobrevalorizada de marketing (e menos eficaz face ao seu preço), seguida de perto pela publicidade nas redes sociais. Mas curiosamente a maioria das empresas está mais preocupada em conseguir novas leads do que em reduzir o custo por lead.
  3. É a capacidade de calcular o ROI do marketing que permite ter orçamento para acções de marketing. Mas quase ninguém calcula o ROI das suas campanhas!
  4. O inbound marketing não oferece garantias de sucesso. Mas é muito mais fácil de gerir em termos de acções e orçamento. Na maioria das empresas é o staff interno que escreve os conteúdos, mas o outsourcing já representa mais de 35% das escolhas.
  5. Todos os sectores de actividade (todos!) e tipos de empresa (B2B, B2C, até sem fins lucrativos) dão prioridade ao inbound em relação ao outbound. E em todos os casos, quando é calculado o ROI do investimento, o retorno do inbound é quase 3x superior ao outbound.
  6. A definição de SLA entre o Marketing e as Vendas aumenta o ROI do investimento realizado. Ou seja, as campanhas funcionam melhor quando o marketing não trata delas sozinho e tem a colaboração das Vendas, no quadro de acordos bem definidos quando a responsabilidades… e orçamentos.

Na próxima semana daremos as conhecer as conclusões do relatório sobre os departamentos de vendas. Não perca!

Como a China está a mudar a Internet

A China é conhecida pelos seus produtos baratos e pelas suas lojas presentes em todas as cidades. Infelizmente é também conhecida como um dos países mais restritivos em termos de liberdade de comunicação e violação dos direitos humanos.

No entanto, também na China está a acontecer uma revolução tecnológica. Tanto no hardware como no software: já se sabe que as grandes marcas de tecnologia deslocaram os seus meios de produção para a China (como a Apple), mas o desenvolvimento a nível de software está a tomar contornos que só seriam possíveis num país como a China.

Quer saber mais? Veja o video da New York Times no link abaixo:

http://www.nytimes.com/video/technology/100000004574648/china-internet-wechat.html?smid=fb-share

 

 

Milionário oferece internet 4G na India

Internet gratuita para quase um bilião de pessoas na India: é o que um milionário irá disponibilizar naquele país até Dezembro deste ano. A partir daí custará o equivalente a 1,49€ por mês.

Internet 4G por 1,49€ por mês.

O milionário Mukesh Ambani é o CEO da Reliance Industries e vai criar uma nova rede que disponibilize internet ultra-rápida a todos os habitantes da India. Pode saber mais aqui.

A internet está a chegar a todas as pessoas do mundo a uma velocidade estonteante. Mudará irremediavelmente a forma como o Homem vive e interage com o meio que o rodeia. Como estará o mundo daqui a 5, 10 anos é neste momento uma incógnita. As possibilidades de desenvolvimento são infinitas.

 

Novo projecto Selmax – Barratrans

A Selmax quer anunciar o seu mais recente projecto: desenvolvimento de website para a Barratrnas.

A Barratrans oferece serviços na área de transportes desde 1998: com especial destaque para as rotas entre Portugal e Inglaterra, fornecem um suporte completo, desde a estruturação do serviço até à entrega da carga no destino, com uma frota certificada e equipada com equipamentos GPS para acompanhamento permanente.

O projecto que a Selmax desenvolveu nasceu da necessidade da Barratrans possuir uma imagem de referência no meio digital, imagem que fizesse justiça ao seu extenso leque de serviços e quase 20 anos de profissionalismo.

Saiba mais sobre os serviços da Barratrans, visite o website e  saiba mais sobre esta empresa de referência no serviço dos transportes internacionais em Portugal.

TomTom expande área de negócio

A Tomtom é um exemplo de como uma empresa se transforma para se adaptar às exigências de mercado. Com a vulgarização dos smartphones com o acesso facilitado a apps de mapas, houve um decréscimo na venda de artigos de sistema de navegação autónomos.

Isto poderia ter sido fatal para a Tomtom, mas a empresa conseguiu inovar e apresentar produtos competitivos na área dos wearables pessoais: com o conhecimento técnico adquirido ao longo dos anos como líder de mercado, desenvolveu equipamentos que permitem medir vários parâmetros para quem pratica exercício físico ou para quem quer só acompanhar o dia a dia: nº de passos, qualidade do sono, batimento cardíaco, sono – à prova de água.

Em 10 anos as necessidades dos consumidores mudaram radicalemte. As empresas que se irão manter serão aquelas que estão atentas a estas mudanças do mercado e que estão aptas a transformarem-se e a mudarem.

Peça uma cotação